29/01/2013

Mercado

Fazendo um rescaldo do que tem sido o mercado de inverno do Benfica até agora - e assumindo que as notícias que dão Nolito como certo no Granada são verdadeiras -, tivemos o regresso um central promissor (Roderick), a saída de dois médios ofensivos/extremos (Bruno César e Nolito) e a entrada dum jogador português que prometeu muito mas que tarda em afirmar-se (Rui Fonte).
Tendo em conta que a entrada de Roderick pouco ou nada influenciará a equipa, e que a contratação de Rui Fonte visará certamente o reforço da equipa B no curto prazo, penso que a questão importante é a saída de Bruno César e Nolito. À primeira vista parece que ficamos mais fracos, saem os dois melhores extremos do Benfica da época passada. No entanto, a verdade é que este ano ambos perderam o comboio para Salvio, Nico e Ola John. Foram bastante utilizados em jogos de menor risco nas Taças e cumpriram (o futebol da equipa não perdeu qualidade com eles em campo), mas a verdade é que quase todos os jogos serão a doer daqui para a frente, e rotatividade acabará por ser forçosamente entre os outros os dois a parelha de argentinos e o holandês.
Sendo que há ainda Enzo como possibilidade para as alas e que Urreta voltou a contar para Jorge Jesus, penso que estas duas saídas acabarão por não ter consequências negativas até final da época.
Há ainda duas opções válidas da equipa B que podem agora ver a porta da equipa principal aberta para fazerem alguns minutos. Miguel Rosa e Ivan Cavaleiro têm tido uma prestação acima da média nas alas da equipa B e penso que seria interessante dar-lhes oportunidades. Miguel Rosa tem feito por merecer a oportunidade e, embora pense que o seu futebol não chega para o nível que o Benfica apresenta hoje em dia, não destoaria se jogasse uns minutos e poderia até mexer com o jogo contra adversários de menor qualidade (um pouco na linha de Nolito). Já Ivan Cavaleiro é um jovem com muita qualidade e que acredito que pode explodir nas mãos de Jorge Jesus, certamente faria uns “truques” contra equipas de menor nomeada e isso poderia ajudar no seu crescimento e afirmação.
Resumindo, penso que as movimentações de mercado até ao momento não nos deixam mais fracos do que estávamos, e podem até abrir portas à juventude. No entanto, continuo a achar que um médio centro com provas dadas seria bem vindo e daria dimensão à equipa para poder apostar em 3/4 frentes.
 
P.S. – Penso que Diogo Rosado, nome que tem vindo a ser falado na imprensa como possível reforço, não seria uma má opção para rodar na equipa B e ver o que dá. O talento está lá todo, falta é alguém que o trabalhe com qualidade. Seria sempre uma contratação sem risco, uma vez que está desvalorizado. É formado em Portugal e isso também é um ponto a favor. Já em relação a Vítor não tenho opinião, por enquanto.

9 comentários:

PP disse...

Caro Manú,

Para "perder" seria necessário terem competido em igualdade de circunstâncias. Algo que desde muito cedo Nolito e Bruno César perceberam que não iriam ter essa oportunidade de lutar, tal o peso dos avultados investimentos em Salvio e Ola John (no total cerca de 20 M€ - 12 pelo argentino e 8 pelo holandês).

Assim é fácil, dizermos que o Bruno César e o Nolito são piores que os actuais.

Contudo, e porque na época passada os números do Benfica eram sensivelmente os mesmos desta, verificamos que tanto Ola como Salvio têm, contudo, valores abaixo dos seus antecessores.

Gonçalo disse...

PP,

O problema do Bruno César é que era um jogador que para estar em forma precisava da titularidade ou pelo menos de muita regularidade. Este ano com Salvio e Ola a tapá-lo vinha do banco e nunca acrescentou nada. A sua saída é lógica.

Quanto ao Nolito tenho uma opinião diferente, é um jogador que é sempre útil. Mas também não me escandaliza a sua saída, tendo em conta o que o Manú disse (Ola, Salvio, Gaitán, Urreta e os miúdos da equipa B). De qualquer maneira, foi emprestado, pelo que em Junho pode sempre ter uma nova oportunidade.

Gonçalo disse...

E continuo a dizer: não ir buscar um trinco é um erro tremendo. Se há azar com Matic esta época fica muito complicada.

Manú disse...

Caro PP,

Atenção que eu não disse que os dois jogadores que saem são qualitativamente piores que os que ficam, apenas disse que perderam o comboio. Jesus foi tomando as suas opções e os que ficam foram agarrando as oportunidades. Concordo que a Nolito foram dadas menos oportunidades esta época que a Salvio e Ola John, isso são opções do treinador, mas até agora não nos podemos queixar da qualidade que os argentino e o holandes têm apresentado! E não me choca que possa ser dado prioridade ao jogadores mais caros, desde que estes justifiquem a utilização (coisa que na minha opinião têm feito até agora).

Já o Bruno César começou a época com bastantes minutos e as coisas não lhe correram da melhor forma pelo que perdeu o lugar para quem o conseguiu agarrar.

Postos estes factos, considero que não foi descabida a saída de ambos, pois há mais soluções e sempre se reduz a massa salarial (a saída da champions leva a cuidados redobrados).

E gostava de reafirmar o que o Gonçalo disse. Nolito foi emprestado, e considero que ainda pode dar jeito no fim da época, no caso de vendermos Ola John ou Gaitán ou até mesmo Salvio.

Claudio Caniggia disse...

Em relação a Rui Fonte e à possibilidade Diogo Rosado, podemos estar perante uma nova política de contratações na equipa B, que na minha opinião poderá fazer sentido. Apostar em jogadores (a custo zero) que prometeram muito na sua juventude, mas que por uma razão ou por outra não chegaram a confirmar o seu potencial. Ao mesmo tempo que lhes damos a possibilidade de explodirem, reforçamos a equipa B com jogadores com um degrau a mais em termos de experiência, o que poderá também ser benéfico para os restantes elementos mais jovens. Isto com reduzido risco financeiro.

Já no que toca às vendas, eu até era um defensor do Bruno César, na minha opinião um dos melhores, senão o melhor, jogador do Glorioso na 2ª volta da temporada passada. No entanto, e não esqueçamos que no início da época nem Ola John nem Nico eram titulares, nunca aproveitou as oportunidades que teve esta época. Já Nolito, a história é diferente, queria-se ir embora desde o Verão e forçou a saída, pelo que pode ir apanhar ar para Espanha e talvez voltar na próxima época.

Saúdo a integração de Urreta na equipa principal (há anos que o merece) e as possíveis oportunidades que surgirão para Miguel Rosa (Cavaleiro é muito habilidoso, mas igualmente verdinho).

Finalmente, concordo com o Gonçalo. Sem um trinco para fazer sombra ao Matic, arriscamos-nos a perder o Campeonato por um eventual "azar".

Fenómeno disse...

no meio disto tudo há uma coisa que me preocupa: "um médio centro com provas dadas seria bem vindo e daria dimensão à equipa". E acho que não reforçar o meio campo é meio caminho andado para problemas na segunda volta.

Anónimo disse...

e o Bryan?

A.

Claudio Caniggia disse...

Caro A.,

Sobre o Bryan eu pelo menos não posso adiantar grande coisa, uma vez que nunca o vi jogar. Por enquanto, a única indicação para nos guiar, foi-nos dada pelo nosso ex-jogador Geovani, o "Soneca", que lhe augura um bom futuro no Benfica.

No imediato, parece-me que vai juntamente com Fonte e Rosado para a equipa B, sendo que poderá ir tendo minutos na equipa o principal. O que parece claro é que Lusinho cada vez conta menos para Jesus.

Melgarejo disse...

Atenção que Luisinho foi convocado para hoje!